5 chatbots para beneficiar o seu negócio

Os seus clientes mandam mensagens com perguntas, comentários ou reclamações no Facebook? Não seria incrível automatizar as interações com os clientes mais comuns? Sim, para isso servem os chatbots.

Os clientes esperam respostas rápidas, eficientes e em um padrão de qualidade adequado à empresa. Os chatbots podem ajudar a responder instantaneamente a pergunta do seu cliente.

Neste artigo, você descobrirá cinco tipos de bots do Facebook Messenger que sua empresa pode integrar para um melhor atendimento ao cliente.

Por que usar Chatbots?

Um número cada vez maior de consumidores prefere entrar em contato com as empresas para fazer perguntas, comentários e reclamações através de mensagens, tanto na web como no Facebook Messenger.

Os chatbots permitem, de forma automatica, que sua empresa forneça aos consumidores respostas imediatas. Eles podem responder perguntas básicas como “Qual é a sua política de troca?” (mesmo que esteja publicado em vários locais dentro do seu site). Dessa forma, você pode liberar sua equipe de atendimento ao cliente para lidar com preocupações ou problemas mais sérios.

Suponha que você é um representante de atendimento ao cliente para um pequeno negócio de jóias e você gasta três horas todos os dias enviando números de rastreamento de clientes que já receberam por e-mail. Um chatbot pode cuidar desta tarefa para você.

Alguns chatbots podem até fornecer serviços automatizados como transações bancárias ou ajudar os clientes a fazer uma reserva. E, quanto mais fácil é para o seu consumidor mais dinheiro você ganhará.

Chatbots são extremamente valiosos, e parte deste valor vem de sua flexibilidade. Quando você cria um chatbot, você pode personalizar seu chatbot para se adequar ao seu negócio, as necessidades de seus clientes e uma gama enorme de propósitos.

Aqui estão cinco exemplos de chatbots com o único propósito de beneficiar o seu negócio.

# 1: Fornecer Experiências de Conteúdo Personalizadas

Algumas empresas usam chatbots com foco apenas no conteúdo, os chatbots servem como uma extensão de sua estratégia de marketing. Esses bots nutrem relacionamentos com clientes e fornecem valor imediato sem qualquer trabalho por parte do usuário, nem da empresa.

Por exemplo, o Whole Foods chatbot é voltado para ajudar os usuários a encontrar novas receitas. Eles podem inserir pedidos como “receitas de sopa” para navegar sugestões para diferentes tipos de refeições ou cozinhas, ou passar por uma série de perguntas para receitas personalizadas.

Quando os usuários tocam para ver uma receita, o chatbot leva-os para a receita no site Whole Foods. Esta é uma maneira engenhosa de gerar mais tráfego de mídias sociais sem spam ou que o cliente se sinta forçado a visitar o site. Você ajudará os clientes a encontrar conteúdo relevante e fornecer o que gera muito valor.

Outro exemplo é o chatbot que a 2bots está desenvolvendo para a empresa Reservado Concha Y Toro que sugere vinhos para harmonizar com a comida que você vai preparar, além de dicas de etiqueta e diversas dúvidas sobre vinhos.

Ao criar um chatbot para fornecer conteúdo personalizado ao seu público-alvo, mantenha essas premisas abaixo:

  • Tratar o seu chatbot como o marketing de conteúdo. A venda não deve ser seu objetivo principal, mas você pode usar o conteúdo para enviar usuários para seu site.
  • Certificar-se de que o seu site é compatível com dispositivos móveis.
  • Informar aos clientes como e onde contatá-lo se precisar de ajuda adicional, incluindo problemas de atendimento ao cliente.
  • Incluir menus de navegação, se possível. Isso torna mais fácil para os usuários encontrar o conteúdo que eles estão interessados, mesmo que eles não sabem exatamente o que eles estão procurando ainda.

# 2: Responder perguntas comuns do serviço ao cliente

Um uso popular de chatbots é fornecer um serviço de atenção ao cliente. Se a sua equipe de atendimento ao cliente recebe as mesmas perguntas uma e outra vez, um chatbot é uma ótima solução para padronizar as respostas. Só é preciso ensinar o bot o que dizer.

O Domino’s Pizza chatbot é um bom exemplo disso. Os clientes podem fazer o pedido diretamente ao bot e acompanhar seu pedido. A opção “rastrear pedido” é uma ferramenta de serviço ao cliente simples e eficaz. Imagine quantas chamadas Domino’s recebe de clientes impacientes que querem saber quando sua pizza será entregue.

A 2bots faz o atendimento da academia Club Workout respondendo todas as dúvidas das alunas com relação às aulas.

Ao criar um chatbot de atendimento é necessário:

  • Certificar-se de que os clientes podem entrar em contato com um atendente, se necessário. Ofereça uma opção “Será que respondemos a sua pergunta?”, que pode direcionar os usuários que ainda relutam com um atendimento virtual.
  • Permitir que os usuários saibam que estão trabalhando com um sistema de resposta automatizada. Você não pode enganar as pessoas para pensar que eles estão falando com uma pessoa real, especialmente quando se trata de questões de serviço ao cliente.
  • Se você precisar de informações pessoais para verificar a identidade de um usuário, direcione essa pessoa para o atendimento ao cliente através do seu site ou de um número de telefone. Pedir essa informação via chatbot normalmente não é uma boa idéia por razões de segurança.

# 3: Compra e venda de produtos

Um chatbot projetado para vender pode ajudá-lo a aumentar as vendas e aumentar o seu lucro. É possível usar o chatbot para mostrar aos clientes os produtos que estão procurando e processar as vendas simples diretamente no bot.

O chatbot 1-800-Flowers é projetado principalmente para venda, tornando mais fácil para os consumidores encomendar flores através do chatbot. O bot pede o nome do destinatário, número de telefone e endereço de entrega. Em seguida, ele incentiva os clientes a escolher qual a categoria de produtos que eles estão procurando e exibe produtos relevantes.

Uma vez que os usuários selecionam um item, o chatbot pede para agendar a entrega e fornecer informações de faturamento. O processo é simples e fácil.

A 2bots criou um guia de presentes, onde o usuário escolhe o melhor presente através de uma série de perguntas.

Aqui estão algumas dicas sobre o chatbot de venda:

  • O chatbot deve responder as perguntas frequentes sobre produtos; Isso pode ajudar a impulsionar as vendas significativamente.
  • Você pode integrar pagamentos através de serviços como Stripe ou PayPal. Esta funcionalidade pode gerar mais vendas.
  • Sempre perguntar “Você quer conferir algum outro produto antes de finzlizar a compra?”, Porque os usuários podem estar dispostos a olhar e comprar mais itens.

# 4: Cultivar conexões através do entretenimento

Se sua empresa quer construir e nutrir relacionamentos com seus clientes, considere projetar um chatbot apenas para entretê-los (assumindo que essa abordagem se encaixa com sua marca). Os usuários podem optar por receber mensagens futuras suas, e você pode enviar fatos divertidos, jogos e conteúdos destinados exclusivamente a entretê-los.

O chatbot Trivia Blast, por exemplo, concentra-se apenas no entretenimento. Uma vez que as pessoas enviam sua primeira mensagem, o chatbot enviará regularmente mensagens para elas com sugestões de jogo e chamadas à ação para reproduzi-las. Os usuários podem classificar os jogos trivia por tópico e alguns jogos ainda oferecem a opção de “ver como funciona” ou “desafiar um amigo”, convidando mais usuários para o chatbot.

Mantenha estes pontos em mente ao adquirir um chatbot para entreter os usuários:

  • Se pretender contactar os usuários no futuro, peça sempre a eles que optem por receber novos conteúdos; Caso contrário, você pode ter usuários infelizes em suas mãos.
  • Certificar-se de que todo o conteúdo é compatível com dispositivos móveis.
  • Use mídias sem texto, como vídeos e imagens. Suas mensagens devem ser o mais dinâmicas possível.

# 5: Oferecer Serviços Especializados

Muitas empresas têm seus próprios aplicativos móveis que oferecem serviços automatizados, mas você pode dar um passo adiante criando chatbots que oferece esses serviços no aplicativo do Messenger, por exemplo.

O serviço de transferência de dinheiro do RemitRadar é um dos melhores exemplos deste tipo de chatbot. Os usuários do chatbot podem usar serviços automatizados para enviar dinheiro, pagar por móveis internacionais no exterior, solicitar taxas de câmbio e encontrar outros locais de transferência de dinheiro. Todos esses serviços são simplificados e fáceis de usar.

Para este chatbot é importante:

  • Fornecer menus pré-definidos clicáveis para navegar pelos seus serviços automatizados. Isso simplificará o processo e tornará claro quais serviços você oferece.
  • Para serviços que o seu chatbot não consegue controlar, encaminhar as pessoas para o local certo dentro do seu site, se possível.

Resumindo, os chatbots aumentaram sua popularidade nas empresas. Eles podem fornecer respostas automatizadas aos usuários e estão sendo usados para uma ampla gama de propósitos, incluindo atendimento ao cliente e venda.

O que você acha? Você usa chatbots para o seu negócio? Contrate agora a 2bots.

 

Conheça o assistente de vendas em chatbot da 2bots, um super vendedor

A 2bots criou um sistema de chatbot para ser usados para auxiliar na venda de produtos e serviços. Nosso sistema entrou no ar no site oficial do blackfriday em 2016 e está também disponível no facebook messenger.

Durante o Blackfriday, o sistema conversou com 170 mil consumidores, em média cada consumidor enviou 8 mensagens para o robô. Foram 40 mil leads de compras que foram levados para as páginas de compra dos produtos entre a véspera do BlackFriday até o término do Cybermonday.

Clique na imagem para testar o ChatOfertas
Clique na imagem para testar o ChatOfertas

O robô, chamado de ChatOfertas, era capaz de mostrar ofertas selecionadas do dia, buscar cupons de lojas cadastradas e, mais importante, é capaz de ajudar o consumidor fazendo buscas nos xmls dos principais e-commerces do Brasil, pelo assistente de vendas.

O assistente de vendas aprende sobre as familias de produtos, como televisões e telefones. Ele está, então, preparado para responder frases como “Quero comprar uma televisão de 42 polegadas” ou “procuro um iphone em promoção”.

Antes de começar a vender, nosso robot é treinado para conhecer as familias de produtos: saber quais são as características principais e o quais as informações que são necessárias para fazer uma procura e poder indicar a melhor opção para o consumidor. Depois disso, o robot passa a ser capaz de interpretar uma frase de um consumidor e fazer a procura corretamente, pode até sugerir produtos semelhantes ou explicar as vantagens dessa ou daquele característica. Essa inteligência é essencial para uma loja que tem um portfolio de produtos grande.

Teste agora para entender seu potencial. Basicamente, um vendedor virtual pode ser treinado com todos os argumentos e estar 24 horas por dia preparado para atender os consumidores. E o melhor, ele vai aprendendo com sua experiência, sempre com novas informações e habilidades para auxiliar a conversão de venda.

ChatOfertas
Clique para testar.

 

 

O Chatbot das alunas de dança do Club Workout

Um de nossos clientes é o Club Workout. Uma aula de dança que acontece dentro de casas noturnas, estúdios de dança e academias em São Paulo.

Nosso bot entrou em funcionamento em setembro e já reduziu em 90% os atendimentos diretos realizados pela equipe do Club Workout. Todas as perguntas são respondidas imediatamentes permitindo que as alunas resolvam naquele momento qualquer questão em aberto.

Você pode ver e testar o bot em funcionamento no site da empresa http://www.clubworkout.com.br ou na página de facebook https://www.facebook.com/clubworkoutbr/

14222205_957268347716502_8587671346138443910_n

Segundo a CEO do Club Workout, Mariana Leis, reduziu drásticamente o tempo de atendimento online de seus clientes o que permite focar e aperfeiçoar outras áreas da empresa.

Bô, nosso mascote virou Chatbot

Bô, nosso mascote da 2bots, virou um chatbot que pode mostrar para os visitantes algumas funcionalidades dos chatbots em geral e dos nossos em particular.

A partir de agora, ele estará ligado em todas as páginas de nosso site. Além de falar sobre alguns conceitos básicos, ele pode acessar diversas novas funcionalidades que vão sendo construidas durante o tempo. O Bô vai aprendendo cada vez mais com cada novo projeto que vamos desenvolvendo.

Agora, você já pode por exemplo jogar o jogo de palavras embaralhadas, para isso so digitar “jogo de palavras” na sua conversa com ele.

Clique no link verde do lado inferior de todas as páginas para abrir nossa interface web de bots. Todos os chatbots que construimos podem ficar disponibilizados em qualquer site web, para isso basta incluir uma tag simples de html no código da página.

Você pode também acessar o Bô pelo facebook, basta clicar aqui e conversar com ele pelo facebook messenger.

Alguns exemplos de Chatbots

  • Previsão do tempo: Consiga a previsão do tempo perguntando diretamente para um bot.
  • Assistente pessoal de compras:  Compre os produtos para a semana com a ajuda de um bot que já sabe o que você consome.
  • Bot de notícias: Receba dentro do chat notícias de seu interesse em tempo real.
  • Bot para consulta de informações: Um bot para tirar dúvidas sobre coisas do dia a dia, com dicas para tornar suas atividades mais simples.
  • Bot de finanças pessoais: Um bot que ajuda você a manter suas finanças pessoais sob controle, basta avisar os gastos pelo chat que ele consolida as informações.
  • Controle de agenda: Um bot pode controlar as salas de reuniões da sua empresa. Pergunte pra ele se tem uma sala vaga, agende a sala e se for cancelar, basta avisar ao bot que lembrará que a sala estará disponivel para você em 10 minutos pelo chat.
  • Bot amigo: Na China, um bot chamado Xiaoice, desenvolvido pela Microsoft para conversar com pessoas solitárias, tem mais de 20 milhoes de usuários ativos.

Conversational Commerce

O termo Conversational Commerce ou#ConvComm foi criado por Chris Messina do Uber em um tema no site Medium. Ele fala da interseção entre aplicativo de mensagens e comércio eletrônico, da tendência de interação entre negócios e aplicativos de chat como facebook messenger, whatsapp, etc. E também em tecnologias de voz como o Echo da Amazon.

Consumidores podem conversar com representantes da empresa, acessar ao suporte, fazer perguntas, receber recomendações, acessar reviews e clicar e comprar de dentro dos aplicativos de mensagem. Com o Conversational Commerce, o consumidor interage com uma pessoa real, um chatbot ou uma mistura dos dois.

Pelo lado dos ecommerces, as empresas podem usar chatbots para automatizar os serviços de atendimento ao consumidor. E podem permitir que consumidores comprem sem nem sair dos aplicativos de chat que estão usando. Atualmente, empresas podem já emitir comprovantes de compra de dentro do Facebook Messenger por exemplo, e podem também receber confirmações de envio e recebimento do produto. Tudo isso dentro do aplicativo de chat.

Usando chatbots, negócios conseguem melhorar o atendimento ao consumidor, dar recomendações, criar lista de produtos personalizadas enquanto interagem com os compradores em tempo real.

Uma mudança no mercado

Consumidores estão cada vez mais confiando em seus aplicativos de mensagem para todas as formas de comunicação, seja ela pessoal, comporativa ou comercial. Cada vez mais, consumidores estão usando o chat para procurar e escolher produtos e serviços, e também para o processo do pagamento, sem precisar ligar, enviar email ou até visitar o site de empresa. Tudo pode e está acontecendo dentro do aplicativo de mensagem.

Aplicativos de mensagem como o whatsapp estão se tornando o meio preferencial de comunicação entre as pessoas, alcançando e tendo ultrapassado o uso do email em 2015. Segundo a empresa de pesquisa eMarketer, 1.4 bilhão de pessoas usavam aplicativos de mensagem em 2015,  o que mostra um aumento de 31.6% em relação ao ano anterior de 2014, e a previsão é que essa marca atinja 2 bilhões de pessoas em 2018.

O que significa para os consumidores

Empresas de chat estão fazendo parcerias com as empresas de e-commerce para tornar cada vez mais simples para os consumidores comprar dentro do chat. O Facebook Messenger, por exemplo, fez uma parceria com o uber que permite que os usuários possam pedir um carro sem sair do aplicativo de chat. A Amazon criou um sistema ativo por voz (Echo) que, além de poder comprar via conversa de voz os produtos da própria Amazon, ainda permite que clientes de um determinado banco possam fazer todas as transações bancárias por voz.

O conversational commerce não é só mais simples para consumidores que, graças aos aplicativos de chat, nao precisam mais ficar trocando entre o app de chat e o site da empresa para acessar informações e efetivar suas compras. É também um canal que permite que o consumidor tenha um contato mais pessoal com um representante de vendas, pedindo conselhos e comparações, é uma experiência muito mais próxima da experiência de compra de uma loja física.

 

Benvindo à 2bots

Estamos iniciando agora em setembro de 2016 a operação de uma produtora especializada em chatbots. Com os primeiros clientes e projetos em andamento, juntamos uma equipe já com bastante experiência em desenvolvimento web e mobile.

Apesar de estar nascendo agora, nossa historia com chatbots começou em 2001, com o lançamento pela produtora LOCZ do bot de cinema JuliaBot. Após um lançamento com bastante sucesso na plataforma ICQ, a plataforma de bots foi usada para jogos de SMS em diferentes operadoras e posteriormente foi amadurecendo servindo com base de intranets onde fazia controle de times de vendas. Durante todo esse processo, nosso framework foi ficando mais sólido e conciso e agora, acreditamos, é o momento certo usá-lo com muita criatividade e experiência para ajudar a quem queira desenvolver projetos de chatbots para diversas plataformas.

Entre nossos projetos em andamento, estão projetos experimentais, games, agentes de atendimento automatizado e e-commerce (agora depois do m-commerce chegando ao conversational commerce).

Iremos postar aqui algumas matérias interessantes sobre diferentes assuntos pertinentes a nossa produção. Assim como os projetos que iremos lançando.

E, antes de tudo, queremos apresentá-los formalmente ao BO, nosso mascote daqui por diante.

mascote 2bots
mascote 2bots